STML - Desde 1977 a lutar pelos trabalhadores
Entrada Comunicados
EMEL obrigada a reintegrar delegado sindical do CESP Versão para impressão Enviar por E-mail
Quarta, 09 Março 2011 00:00

O STML congratula-se com a decisão do tribunal que decretou a suspensão do despedimento do Nuno Sampaio e ordena a sua imediata reintegração no respectivo local de trabalho.

Os trabalhadores da EMEL, o seu sindicato, o CESP e o STML vêem assim legitimada a sua luta pela reintegração do delegado sindical, recordamos, despedido injustamente pelo Conselho de Administração da EMEL.

A Administração da EMEL e o executivo camarário chefiado por António Costa não pode continuar a virar as costas aos trabalhadores e às suas justas reivindicações.

As políticas implementadas pelo Conselho de Administração da EMEL, com a cumplicidade de António Costa, caracterizadas por sucessivos atentados à liberdade de expressão e à liberdade sindical, devem ser fortemente denunciadas e combatidas.

Como verificámos, a razão está do nosso lado! Sustentada agora, pela justa decisão do tribunal.

A união faz a força e o reflexo imediato desta determinação é a reintegração do Nuno Sampaio no seu local de trabalho.

Lutar vale a pena! Unidos somos mais fortes!

 
Comemoração do Dia Internacional da Mulher Versão para impressão Enviar por E-mail
Sexta, 04 Março 2011 14:19

Reunião Geral de Mulheres Trabalhadoras do Município de Lisboa

  

Dia: 11/Março/2011

Hora: 9H30

Local: Cinema São Jorge

 

mulheres_luta_150x112Passado o centenário sobre a proposta de proclamação do dia 8 de Março como Dia Internacional da Mulher, como forma de homenagear as operárias têxteis, mortas em Nova York, que enfrentaram com determinação a repressão patronal, lutando assim, como hoje o continuamos a fazer, por melhores condições de trabalho e de vida.

Unidos, mulheres e homens, persistimos na resistência e no combate a todas as políticas de direita que lesam as trabalhadoras e os trabalhadores.

Políticas promovidas pelos governos do PS, PSD, com ou sem o CDS nos últimos 36 anos.

mulher_megafone_150x133Os governantes que nos desgovernam há mais de 3 décadas, autênticas marionetas do capital e defensores dos seus interesses, não olham a meios para atingir os seus fins.

Com um discurso demagógico e hipócrita, o governo PS (D), em perfeita sintonia com o sector financeiro, defende e implementa políticas que visam a crescente exploração das trabalhadoras e trabalhadores, justificando assim, o combate à crise que eles próprios criaram e ajudaram a aprofundar.

O combate às políticas de direita, não terá outro fim, que não a construção de uma sociedade mais justa, fraterna e solidária!

Uma sociedade, onde a igualdade entre mulheres e homens, seja uma constatação de facto e não apenas palavras de circunstância.

Este ano e apenas por dificuldades de calendário, o STML irá comemorar este importante dia, no próximo 11 de Março, com um plenário que se realizará no Cinema São Jorge.

À semelhança do ano transacto, teremos um momento musical dedicado às mulheres trabalhadoras da CML.

 

AGIR EM IGUALDADE, VALORIZAR O TRABALHO, LUTAR PARA MUDAR

 

Nota: As trabalhadoras da CML e Empresas Municipais têm dispensa ao abrigo da Lei Sindical entre as 08H30 e as 12H00.

 

 
Solidariedade com o delegado sindical da EMEL despedido injustamente! Versão para impressão Enviar por E-mail
Quarta, 23 Fevereiro 2011 16:46

emel-150x113Dirigentes e delegados sindicais do STML marcaram presença na concentração que teve lugar hoje, dia 23 de Fevereiro, em frente à sede da EMEL, empresa municipal de Lisboa. 

Na origem desta concentração, em que estiveram dezenas de trabalhadores da EMEL, delegados e dirigentes sindicais do CESP, sindicato da CGTP-IN que actua nesta empresa, esteve o despedimento ilegal, injusto e arbitrário do delegado sindical, Nuno Sampaio.

O conselho de administração da EMEL numa postura arrogante, prepotente e anti-democrática decidiu despedir o delegado sindical do CESP pelo motivo de “incumprimento do dever de obediência”.

Continuar...
 
Reorganização dos serviços da CML: Processo concluído? Claro que não! Versão para impressão Enviar por E-mail
Segunda, 21 Fevereiro 2011 15:25

Foi aprovada, no passado dia 1 de Fevereiro na Assembleia Municipal de Lisboa, a proposta de reorganização de serviços da responsabilidade do actual executivo. O PSD absteve-se, viabilizando assim a proposta do PS.

Recuamos no tempo, até Setembro de 2010, momento em que o STML teve conhecimento do estudo da equipa de missão, que esteve na génese do projecto de reestruturação e reorganização de serviços.

Continuar...
 
<< Início < Anterior 261 262 263 264 265 266 267 268 269 270 Seguinte > Final >>

Pág. 266 de 295