STML - Desde 1977 a lutar pelos trabalhadores
Entrada Comunicados
Aos Trabalhadores da EGEAC Versão para impressão Enviar por E-mail
Quarta, 11 Agosto 2021 10:10

EGEAC logo1STML reúne com o Conselho de Administração (CA)

Quase três meses depois da última reunião (a 13 de maio), o STML finalmente reuniu, a 10 de agosto, com o CA da EGEAC. O propósito desta reunião passava por conhecer a contraproposta da administração de aumentos salariais para 2021. Contudo, de mãos vazias apresentaram-se os responsáveis da empresa. 


O argumento utilizado foi a não resposta da tutela em relação aos prejuízos expectáveis que a empresa terá neste segundo ano de pandemia. Um processo que ainda decorre, entre a EGEAC e a CML, mas que não terá seguramente andamento a curto prazo face às eleições autárquicas previstas para 26 de setembro.


O CA argumenta ainda a possibilidade dos aumentos salariais de 2021 terem como referência a taxa de inflação que, no concreto, só se conhecerá no fim do ano.

Continuar...
 
Aos trabalhadores da Junta de Freguesia de S. Domingos de Benfica Versão para impressão Enviar por E-mail
Quarta, 04 Agosto 2021 10:20

JF SD BenficaSTML reúne com o Executivo

 

Por solicitação do STML, teve lugar no passado dia 29 de Julho uma reunião entre o Sindicato e o Executivo da Junta de Freguesia São Domingos de Benfica, representado pelo seu Presidente António Cardoso. Dos vários assuntos debatidos destacamos os seguintes:


Avaliação de desempenho (SIADAP) relativo ao biénio 2017/18

Está concluído o processo. Para os trabalhadores que atingiram 10 pontos com estas avaliações, os valores correspondentes às progressões e respectivos retroactivos vão ser pagos com os salários de Agosto. Também os dias de férias resultantes da majoração prevista no ACEP em vigor, ser-lhes-ão atribuídos.

Continuar...
 
STML celebra novo ACEP com a Junta de Freguesia de Arroios Versão para impressão Enviar por E-mail
Terça, 03 Agosto 2021 10:48

Assinatura ACEP - JF Arroios -02-08-2021
A 2 de Agosto foi celebrado com a Junta de Freguesia de Arroios um novo Acordo Colectivo de Empregador Público (ACEP).

Das matérias agora acordadas destacamos a atribuição de 3 dias de férias para os trabalhadores da freguesia com avaliação positiva (adequado, relevante ou excelente através do siadap).

Foi igualmente garantido:

- A atribuição do dia de aniversário;

- O descanso compensatório pelo trabalho prestado em dia feriado;

- A dispensa por luto para trabalhadores netos e avós, igual aos parentes de 1º grau, e para os tios e sobrinhos, igual aos parentes de 2º grau.


O STML continuará atrabalhar para que a realidade alcançada em Arroios, seja também possível para os trabalhadores de todas as freguesias da cidade de Lisboa.


Organizados, unidos e informados somos sempre mais consequentes.

Sindicaliza-te no nosso, o Teu Sindicato!

 
Aos trabalhadores da CML Versão para impressão Enviar por E-mail
Terça, 13 Julho 2021 12:30

A CML - edificio Municipal praca municipioSTML reúne com a Direção Municipal dos Recursos Humanos (DMRH)

 

Desde maio que o STML aguarda uma reunião de caráter urgente com o responsável político da CML que tutela a área dos recursos humanos, neste caso o Vice-Presidente João Paulo Saraiva. Independentemente das reuniões que se vão realizando com a DMRH, muitos são os assuntos que ficam de fora porque dependem exclusivamente de orientação e decisão política. A 12 de julho realizou-se finalmente a esperada reunião, tendo o Vice-Presidente comparecido apenas na parte final, lamentando a sua ausência e comprometendo-se para uma reunião na primeira semana de agosto. A reunião decorreu apenas com os responsáveis da DMRH, do DGRH e da DSHS (medicina do trabalho). Seguindo a ‘ordem de trabalhos’ proposta pelo STML, foi-nos informado o seguinte.

Aplicação do suplemento de insalubridade e penosidade.

A CML continua a identificar os riscos implícitos a cada profissão, de forma a perceber qual o montante deste suplemento que deve ser pago em cada sector de atividade. O STML mantém a sua posição, defendendo a atualização do escalão mais alto deste suplemento para 4,99€ ou 15%.

Teletrabalho.

Continua a autarquia à espera que termine a discussão em sede de especialidade na Assembleia da República para proceder à sua regulamentação. Os trabalhadores continuam assim, reféns dos custos e constrangimentos associados ao trabalho à distância, mesmo que em segurança face ao risco de contágio.

Continuar...
 
<< Início < Anterior 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 Seguinte > Final >>

Pág. 2 de 225