STML - Desde 1977 a lutar pelos trabalhadores
Entrada Comunicados
A Greve Geral é um imperativo nacional! Paramos para que o país avance! Versão para impressão Enviar por E-mail
Segunda, 14 Novembro 2011 10:40

grevegeral20101124-150x128Além dos problemas mais gerais, criados e aprofundados pelo governo PSD/CDS-PP que se consubstanciam no maior e mais profundo ataque aos direitos dos trabalhadores da administração pública, o presidente da CML não se ficando atrás, apresenta um plano de delapidação dos serviços públicos municipais com fortes e nefastas consequências na vida dos trabalhadores do município de Lisboa.

O famigerado despacho nº128 publicado no Boletim Municipal de 3 de Novembro, propõe a redução do trabalho extraordinário, a desregulamentação dos horários de trabalho com uma possível implementação de turnos ou a redução do número de dias de trabalho por semana. De uma forma bastante evidente, António Costa tenciona devastar serviços, negando objectivamente direitos essenciais à cidade e população de Lisboa.

Continuar...
 
Plenários e Visitas a Locais de Trabalho, de 14 a 23 de Novembro Versão para impressão Enviar por E-mail
Segunda, 14 Novembro 2011 08:48

Entre os dias 14 e 23 de Novembro, o Sindicato dos Trabalhadores do Município de Lisboa promove um conjunto de plenários e visitas a diversos locais de trabalho. Ao abrigo da lei sindical todos os trabalhadores abrangidos têm dispensa para participar nos plenários.

 

Consultar as datas e locais...
 
12 Novembro - Manifestação Nacional da Administração Pública Versão para impressão Enviar por E-mail
Terça, 08 Novembro 2011 14:48

cartaz manifestação 12 de Novembro de 2011O governo decidiu lançar sobre os trabalhadores da administração pública e sector empresarial do estado, o mais feroz e violento ataque de que há memória no Portugal livre e democrático. A arma de arremesso contra todos nós, é o Orçamento de Estado (OE) para 2012, sem dúvida alguma, o instrumento político mais nocivo aos interesses dos trabalhadores do Estado desde 1976!

Às medidas já conhecidas de todos, consubstanciadas no roubo sem precedentes dos subsídios de férias e de natal para quem aufere mais de € 1.000,00 e de um subsídio para quem ganha menos desse valor, é necessário somar tantas outras, no que diz respeito à sua gravidade e injustiça, nomeadamente:

  • Redução do valor do trabalho extraordinário até 50%;
  • Roubo definitivo da remuneração correspondente ao descanso compensatório;
  • Despedimento de 15.000 trabalhadores;
  • Destruição da ADSE, com redução das verbas do OE e o fim de inúmeras comparticipações.

Poderíamos referir muitas outras medidas, mas a ideia geral já todos percebemos e falamos da ponta do iceberg, porque o governo prepara-se para ir mais longe, caso não seja obrigado a arrepiar caminho, só possível com a luta determinada de todos.

Continuar...
 
Comunicado sobre o Despacho N.º 128/P/2011 Versão para impressão Enviar por E-mail
Terça, 08 Novembro 2011 14:33

câmara municipal de lisboaContenção de despesas na CML à custa de quem?

 

O Sindicato dos Trabalhadores do Município de Lisboa tem de começar por dizer que no Despacho n.º 128 exarado pelo Exmo. Sr. Presidente da Câmara Municipal de Lisboa, Dr. António Costa, o contexto em que sugere ter enviado a este Sindicato uma comunicação prévia com o teor ali plasmado, É MENTIRA.

O STML nunca foi tido nem achado nas considerações e medidas adoptadas com este despacho e que merecem desde já, a maior indignação por parte do Sindicato mais representativo dos Trabalhadores do Município de Lisboa.

O Presidente António Costa começa por dizer que as depauperadas finanças da Câmara Municipal de Lisboa, são o reflexo da grave crise económica e financeira do País e que a subjacente diminuição das receitas fiscais, bem como, os condicionalismos impostos pelo memorando de entendimento assinado pelo Governo Português, impõe à CML uma redução das despesas com pessoal.

Já não bastava um processo de reestruturação extremamente negativo, temos agora um novo ataque aos Trabalhadores da CML, com contornos, desde logo, enviesados e que tem como objectivo único, pagar menos a todos e cada um dos Trabalhadores da Câmara Municipal de Lisboa.

Continuar...
 
<< Início < Anterior 181 182 183 184 185 186 187 188 189 190 Seguinte > Final >>

Pág. 184 de 222