STML - Desde 1977 a lutar pelos trabalhadores
Entrada
Processo eleitoral para o Conselho de Supervisão da ADSE Versão para impressão Enviar por E-mail
Quarta, 10 Agosto 2022 09:50

logo frente comumA Frente Comum de Sindicatos da Administração Pública denuncia o processo de total afastamento do movimento sindical do processo de discussão do regulamento eleitoral para o Conselho de Supervisão da ADSE.

É intenção antiga do governo desmantelar a ADSE como instituto público e dos trabalhadores – que a financiam em mais de 90% - com vista à sua privatização, roubando mais um direito dos trabalhadores da Administração Pública.

Este processo demonstrou bem tal intenção:

- O projeto inicial previa o total afastamento de dirigentes sindicais, proibindo a sua candidatura. Só com a luta da Frente Comum foi possível o recuo;

- O governo recusou, reiteradamente, o pedido de reunião com a Frente Comum para negociação do projeto, apenas tendo acedido após a posição conjunta das várias federações sindicais;

A Frente Comum repudia esta postura antidemocrática, não deixando de recorrer a todas as formas de luta para garantir que a ADSE é dos trabalhadores e permanecerá como instituto público, apesar das várias tentativas do Governo PS com vista à sua destruição.

Só com a luta será possível garantir que este ataque, há tanto desejado por vários governos e pelos grupos económicos da saúde, não passe.


A ADSE É DOS TRABALHADORES.

 
Às mães-trabalhadoras do município de Lisboa Versão para impressão Enviar por E-mail
Sexta, 05 Agosto 2022 14:05

As maes-trabalhadoras do municipio de LisboaRespeitar os direitos de parentalidade, concretamente nas horas para amamentação ou aleitação.

 

O STML enviou a 5 de agosto ao Presidente da CML uma ‘exposição’ sobre os direitos que não estão a ser respeitados no campo da parentalidade, nomeadamente nas horas que legalmente as mães trabalhadoras têm direito para a amamentação ou aleitação.

A referida ‘exposição’ pode ser consultada aqui.

Face aos obstáculos que têm sido criados às mães-trabalhadoras, principalmente no serviço municipal de limpeza e higiene urbana, o Sindicato espera que o responsável máximo pela autarquia determine para todos os níveis hierárquicos e orgânicos da Câmara Municipal a obrigatoriedade em respeitar a lei, respeitando assim os direitos das mães trabalhadoras e principalmente das suas crianças numa fase tão sensível da sua vida.

Continuar...
 
Aos Trabalhadores da EGEAC Versão para impressão Enviar por E-mail
Segunda, 01 Agosto 2022 11:53

EGEAC logo1STML intervém na Reunião Pública de Câmara sobre o impasse na empresa

O STML interveio no passado dia 27 de julho na Reunião Pública de Câmara, dando voz aos trabalhadores da EGEAC. Como recordou o STML pela voz do seu Presidente: "os assuntos que aqui nos trazem são sempre do interesse dos trabalhadores do Município", sendo por isso também do superior interesse da cidade que servem.

A situação na EGEAC revela um impasse sobre os aumentos salariais para este ano. Ou seja, não existe negociação sobre aumentos salariais relativos a 2022, contrariando o estipulado no respetivo Acordo de Empresa (AE).

Existem condições para subir os salários. Os profissionais em causa dão o seu melhor em prol do serviço público municipal. Os trabalhadores, contudo, sentem-se defraudados perante o desrespeito pelo seu AE.

Continuar...
 
Aos Trabalhadores da SRU Versão para impressão Enviar por E-mail
Segunda, 01 Agosto 2022 12:38

Logo SRUSTML intervém na Reunião Pública de Câmara sobre o impasse na empresa

O STML interveio no passado dia 27 de julho na Reunião Pública de Câmara, dando voz às expetativas e reivindicações dos trabalhadores da SRU. Como recordou o STML pela voz do seu Presidente: “os assuntos que aqui nos trazem são sempre do interesse dos trabalhadores do Município”, sendo por isso também do superior interesse da cidade que servem.

A situação na SRU revela um impasse sobre a negociação em torno da proposta de Acordo de Empresa (AE). Há pelo menos dois anos, que o STML e os trabalhadores aguardam o início deste processo.

Por outro lado, perante o cenário de escalada brutal da inflação, urge a valorização dos salários destes trabalhadores. Os profissionais em causa dão o seu melhor em prol do serviço público municipal. Daí que o presidente do STML tenha apelado à tutela para que sensibilize os gestores da SRU sobre esta prioridade.

Continuar...