STML - Desde 1977 a lutar pelos trabalhadores
Entrada Comunicados Comunicados 2016 Aos trabalhadores da Limpeza Urbana da CML - Reunião com as Chefias da DLU
Aos trabalhadores da Limpeza Urbana da CML - Reunião com as Chefias da DLU Versão para impressão Enviar por E-mail
Quinta, 22 Setembro 2016 10:46

reuniao lu 21.09.16No âmbito das reuniões regulares do STML com a Divisão de Limpeza Urbana, realizou-se a 21 de Setembro no Complexo Municipal da Boavista a última reunião onde foram abordados alguns dos problemas que têm vindo a ser denunciados pelos trabalhadores deste importante serviço público municipal.

 

Assim,

A. Sobre os circuitos de remoção – considerando a complexidade e quantidade de problemas sobre este tópico, será agendada uma reunião própria onde se procurará dar respostas satisfatórias a todas as situações identificadas.


B. Sobre a carência ou ineficiência da viaturas pesadas de remoção – este é um problema para o qual as respostas encontradas não respondem minimamente. O processo de aquisição (em curso), além de moroso, prevê a entrega faseada de viaturas. Além do mais, a DLU poderá ser confrontada com a aquisição de viaturas que não respondem às reais necessidades do serviço de remoção.

 

Para o STML, a urgência em adquirir viaturas em quantidade, qualidade e diversidade suficiente é uma reivindicação prioritária de há largos anos e que inclusive já foi transmitida repetidamente ao Vice-Presidente da CML Duarte Cordeiro. Não concordamos com as opções políticas que limitam o andamento deste processo e que demonstram algum descuido de quem o gere, assumindo demasiadas vezes o caminho por soluções que se demonstram frágeis e não resolvem os problemas imediatos com que os trabalhadores – cantoneiros e motoristas - são diariamente confrontados.

 

C. A DLU já fez o pedido para a formação de trabalhadores-cantoneiros que reúnam as condições para tirar a da carta de pesados. O universo de trabalhadores poderá chegar aos catorze (14).


D. Obras nos balneários da Garagem de Remoção – considerando o arrastar deste problema sobre a eliminação das prateleiras, ficou o STML de consultar os trabalhadores no sentido de discriminar exatamente o que se pretende. A DLU responderá positivamente a essa auscultação, independentemente do seu sentido.

 

1) Foi assumido o compromisso em substituir e repor torneiras nos balneários; avançar com a manutenção da pressão de água dos urinóis e substituir as fitas antiderrapantes (desgastadas) nas escadas de acesso aos balneários;
2) Comprometeram-se a reparar os problemas, envolvendo o DEMIEM, da iluminação na zona de parqueamento das viaturas de remoção e dos semáforos do túnel que une as Garagens de Remoção ao Complexo dos Olivais Dois.

 

O STML congratula-se com estas decisões, mas não deixará de acompanhar a sua concretização na prática.

 

E. Sobre o problema de um acréscimo da carga de trabalho – face às sucessivas criticas que trabalhadores e Sindicato têm feito a um aumento inaceitável da carga de trabalho, que muitas vezes coloca em risco a saúde e integridade física de quem o executa, além dos "abusos" a que muitos são sujeitos, sendo obrigados inadvertida e demasiadas vezes, a alterar a sua vida pessoal e familiar com todos os constrangimentos dai decorrentes, o STML repetiu que é inaceitável este tipo de práticas. A DLU, através dos seus Dirigentes, referiu que as situações identificadas foram-no sempre em regime de voluntariado. Contudo, o problema de fundo continua a ser a carência de pessoal.


Sendo este um problema reconhecido por todos, não compreendemos o porquê de não serem assumidas medidas concretas e satisfatórias que, no tempo e no espaço, resolvam de uma vez por todas a falta de trabalhadores. É cada vez mais urgente um plano anual de contratação de pessoal que garanta, por um lado, a qualidade do serviço público e, por outro, a integridade e dignidade de quem o executa.


F. Postos de Limpeza da Boavista e dos Olivais – mantêm-se por resolver o problema dos secadores de roupa e das torneiras dos chuveiros respetivamente. A DLU afirma a sua incapacidade até ao momento em dar a melhor resposta, mas garante que procurará solucionar estas situações nos próximos dias. Referem para o futuro a possibilidade em criar uma "Brigada de Obras da DHU" que responda a tempo e horas a este tipo de deficiências.


G. Sobre o mapa de feriados para 2016 - a DLU aceitou a proposta do STML, passando a considerar como serviço essencial os dias 24 e 31 de Dezembro.


H. Sobre a reorganização dos serviços (novos postos, localização e capacidade) – a DLU remeteu esta informação para a Direção Municipal. O STML fará então o pedido destes elementos à respetiva Direção.


I. Sobre a utilização dos pirilampos nas viaturas – a DLU refere que há concordância das entidades competentes (IMT, I.P.), faltando articular essas decisões com a Direção da PSP.


J. Respeito pelos limites máximos de carga das viaturas de remoção – a DLU informou que irá implementar um plano que procure informar e sensibilizar todos os trabalhadores para que os limites de carga por frete sejam respeitados.

 

O STML compreende que muitas das dificuldades com que se confrontam os trabalhadores da Limpeza Urbana, só poderão ter uma resposta coerente e consequente existindo vontade política para tal. É nesse sentido que iremos trabalhar, responsabilizando o Executivo Municipal pelas respostas que, em muitos casos, tardam ou são claramente ineficientes e insatisfatórias.

 

Nas mãos dos trabalhadores, na sua capacidade de organização e mobilização, residirá a mais firme garantia na defesa dos seus próprios direitos e interesses. Simplesmente porque unidos, fomos, somos e seremos sempre mais fortes!