STML - Desde 1977 a lutar pelos trabalhadores
Entrada Comunicados
Jornada Nacional de 5 de Fevereiro de 2010 Versão para impressão Enviar por E-mail
Terça, 02 Fevereiro 2010 19:42

jornada20100205_extractoOs últimos 4 anos transformaram-se no período da maior e mais grave ofensiva contra os direitos dos trabalhadores da Administração Pública. A legislação criada pelo governo PS - Sócrates, ao abrigo de uma pseudo “reforma da Administração Pública”, destruiu o nosso vínculo, perspectivas de progressão na carreira além de ter criado sérias limitações à respectiva evolução salarial.

Implementaram o SIADAP que não é mais que um instrumento economicista que visa, à custa dos trabalhadores, poupar dinheiro ao Estado. Sempre à custa dos trabalhadores mas sempre disponíveis para injectar milhares de milhões de euros na banca. Não admira que os bancos tenham apresentado em 2009 lucros de 5 milhões por dia!! Não admira que os senhores banqueiros ganhem vencimentos e prémios de milhares de euros. Definitivamente, quando se fala de crise, não é para eles!

Mais uma vez e à conta da crise e/ou do défice, este governo lança o discurso dos “sacrifícios” ou do “apertar do cinto”, mas só para os trabalhadores e principalmente, da administração pública.

Continuar...
 
Comunicado da Frente Comum Sobre Orçamento de Estado de 2010 Versão para impressão Enviar por E-mail
Quarta, 27 Janeiro 2010 20:12

ULTRAJE!

 

logo_frente_comumA resposta do Governo PS, resultante da apresentação do Orçamento de Estado (OE), à Proposta Reivindicativa Comum da Frente Comum para 2010, é um ultraje aos trabalhadores da Administração Pública.

  1. O congelamento dos salários, suplementos e subsídios, de que resulta a diminuição dos salários reais, quando a dinamização do mercado interno é fundamental para o desenvolvimento da economia nacional e quando, desde 2000, os trabalhadores da Administração Pública perderam, em média, 6% das suas remunerações é, só por si, uma provocação aos trabalhadores e uma obediência sem vergonha às ordens do capital e do grande patronato português.

    Mas o governo do PS – agora em minoria na Assembleia da República, mas com o apoio da restante direita parlamentar (PSD e CDS/PP), que já não pode fingir que está contra aquilo que deseja – não se fica por aqui…

Continuar...
 
Só o STML defende os trabalhadores do RSB Versão para impressão Enviar por E-mail
Quarta, 20 Janeiro 2010 18:56

stml_bombeirosMais uma vez afirmamos de forma convicta que só o STML defende os trabalhadores do RSB. Nas reuniões negociais que o Departamento de Bombeiros do STML tem vindo a manter com a Câmara Municipal de Lisboa, relativas à problemática dos Bombeiros Sapadores, vêm-se obtendo sistematicamente resultados satisfatórios, mesmo com posições contrárias, do Comando, ao definido na legislação.

As tomadas de posição do Comando, desvalorizando o trabalho dos Bombeiros (apoiando-se na ANBP/SNBP), vêm-nos prejudicando a todos.

Quem já se esqueceu de recentes afirmações daqueles que, ao invés de defender os bombeiros, só olham para os seus próprios interesses e cores partidárias, tendo posto em causa direitos consignados na lei e obrigando o STML a um esforço acrescido para ver aplicado a todos os bombeiros o desbloqueamento dos escalões e do descanso compensatório?

E recordemos também os resultados já obtidos pelo STML na progressão na carreira, descanso compensatório e resoluções em tribunal:

Continuar...
 
Decisões da Comissão Sindical de Limpeza Versão para impressão Enviar por E-mail
Quinta, 14 Janeiro 2010 21:08

papeleirasA Comissão Sindical da Limpeza Urbana, (CSLU) reunida no dia 14 de Janeiro de 2010, na sede do STML, analisou a situação no sector e deliberou:

1. Condições de higiene e segurança nos postos de limpeza.
Em termos de instalações, decidiu-se dar prioridade à intervenção nos Postos de Limpeza de Marvila, Bairro da Serafina e Bairro da Boavista. Assim, em articulação com a Área de Segurança, Higiene e Saúde do STML exigimos aos responsáveis da CML a apresentação a curto prazo de resolução para estes problemas.
Quanto a questões de Equipamentos de Protecção Individual (EPI) exigir à CML que resolva os problemas decorrentes da não existência de secadores para fardas e EPI's molhados, exigir EPI's (fatos de água e calçado) verdadeiramente adequados à função, e entrega de EPI's em duplicado por forma a que os trabalhadores não tenham de os usar ainda molhados.
Continuar...
 
<< Início < Anterior 191 192 193 194 195 196 Seguinte > Final >>

Pág. 194 de 196